Notícia


Covid-19: confira 9 recomendações para a imunização em receptores de TCTH

Atualizado em: 18/05/2021


Imunossuprimidos começam a ser vacinados contra a Covid-19 no Brasil em maio

 

A vacinação contra COVID para os grupos de pessoas imunossuprimidas, o que compreende os pacientes transplantados de órgãos sólidos e medula óssea (com idades entre 18 a 59 anos) teve início no Brasil neste mês de maio em diversas regiões do País.

Confira 9 recomendações para a imunização em receptores de TCTH elaboradas por Clarisse Machado, médica infectologista e membro da Sociedade Brasileira de Terapia Celular e Transplante de Células Tronco (SBTMO): ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

1) Os receptores de TCTH devem ser vacinados com qualquer uma das vacinas contra a Covid-19 aprovadas e disponíveis no Brasil;

2) Os receptores de TCTH ou responsáveis devem estar atentos às orientações das secretarias de saúde da região para saber as datas da vacinação contra a Covid-19;

3) Nesse momento, recomenda-se priorizar a vacinação contra a Covid-19 e aguardar pelo menos 2 semanas para a administração das demais vacinas do programa de revacinação pós-TCTH;

4) Recomenda-se o acompanhamento cuidadoso e próximo dos pacientes, uma vez que algumas das plataformas de vacinas disponíveis (vetor viral não replicante e vacinas de mRNA) nunca foram usadas em pacientes transplantados;

5) Receptores de TCTH que tiveram Covid-19 anteriormente devem aguardar 90 dias para receber a vacina;

6) As vacinas contra a Covid-19 devem ser administradas a partir do 6º mês do TCTH, quando a resposta aos anticorpos é melhor. Em regiões com taxa de transmissão acelerada, a vacinação pode começar a partir do 3º mês do TCTH;

7) A presença de DECH não impede a vacinação, exceto por DECH aguda grave e não controlada de grau III-IV. Em outras situações de DECH, o seguimento cuidadoso é aconselhável para avaliar a ocorrência de exacerbação de DECH;

8) Os pacientes que receberam anticorpos anti-CD20 devem adiar a vacinação por 6 meses após a última dose. Em outras circunstâncias, esperar 3-6 meses após o final da quimioterapia para receber a vacina contra a Covid-19;

9) De acordo com orientação da Anvisa, recomenda-se aguardar 48h para a coleta de células tronco-hematopoieticas em doadores que receberam vacina inativada (Coronavac) ou 7 dias para vacina mRNA (Pfzer-BioNtech) ou de vetor viral não replicante (Oxford-Astrazeneca);

Fonte: Clarisse Machado – médica infectologista e membro da SBTMO, responsável pela elaboração das recomendações sobre imunização contra Covid-19 em receptores de TCTH pela SBTMO



QUERO RECEBER NOVIDADES



SBTMO 2019 - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Purpose Agency