Notícia


Brasil no EBMT 2021

Atualizado em: 15/03/2021


Com participação em palestras e nas sessões de apresentação oral e e-pôster, brasileiros integram mais uma edição do encontro europeu de TCTH

Teve início no dia 14 de março o 47º Encontro Anual do European Bone Marrow Transplantation (EBMT 2021). Em mais uma edição, o Brasil foi representado tanto por meio da apresentação de trabalhos submetidos e aceitos nas modalidades oral e e-pôster, quanto na programação educacional e científica, participando como palestrantes.

Na categoria e-pôster, estão os trabalhos Long Term Survivors After Allogeneic Haematopoietic Stem Cell Transplantation In Childhood And Adolescence In a Developing Country: How Are They Now?, de  autoria de Priscila Oliveira da Silva, do Hospital de Clínicas de Porto Alegre; e Pandemic Lessons Of Covid 19 In Northeast Of Brazil, que tem como autor principal, Karine Sampaio, do Hospital Universitário Walter Cantídio, Universidade Federal do Ceará.

Na categoria apresentação oral, está o trabalho do diretor da SBTMO, Fernando Barroso (HUWC-UFC - EBSERH), Influence Of The Sars-cov-2 Pandemic On Bone Marrow Transplantation Centers And The Protocols Adopted In Brazil Between May And June 2020, sendo o único trabalho latino selecionado na sessão Covid.

Já na grade científica, integraram o programa como palestrantes, Carmem Bonfim (Hospital Pequeno Príncipe e HC-UFPR) que apresentou experiência do Brasil/SBTMO em transplante haploidêntico em anemia aplástica durante a sessão conjunta do Latin American Bone Marrow Transplantation Group (LABMT). Ela também apresentará, no dia 17, na sessão de falências medulares, uma aula sobre o TMO haplo em anemia de Fanconi; Renato Luis Guerino Cunha, (HC-FMRP-USP) que falou sobre CAR T-Cells e TCTH na América Latina, durante a Sessão do Comitê Global, que abordou o papel da terapia CAR T no contexto do TCTH no mundo; e, Vanderson Rocha (HC-FMUSP), que durante o programa de indicação do TMO para doenças pediátricas não malignas, falou sobre o uso do Sangue de cordão neste contexto.

Houve ainda durante o Simpósio Presidencial do Congresso, menção de agradecimento à contribuição como co-investigadores aos pesquisadores brasileiros Nelson Hamerschlak (HIAE), Vanderson Rocha (HC-FMUSP) e Juliana Folloni Fernandes (ITACI - Instituto da Criança - HCFMUSP), no trabalho "Improved Clinical Outcomes with Omidubicel versus Standard Myeloablative Umbilical Cord Blood Transplantation: Results of a Phase III Randomized, Multicenter Study, que foi apresentado na sessão.

E, no estudo "Elivaldogene Autotemcel (eli-cel, Lenti-D) Gene Therapy for the Treatment of Cerebral Adrenoleukodystrophy: Updated Results from the Phase 2/3 ALD-I02 Study and First Report on Safety Outcomes from the Phase 3 ALD-I04 Study, a menção de agradecimento foi direcionada à contribuição da equipe do ITACI - Instituto da Criança – HC-FMUSP, na figura da pesquisadora Juliana Folloni Fernandes.

Virtual, o encontro segue até o dia 17/03, congregando especialistas de todo o mundo. Aos congressistas, é possível acompanhar às atividades além de ao vivo, também on-demand, por meio da plataforma oficial do evento. Confira o pdf do programa oficial aqui   

Caso você tenha trabalhos que foram selecionados e não foram mencionados acima, escreva para nossa equipe de comunicação compartilhando seu abstract. comunicacao@sbtmo.org.br



QUERO RECEBER NOVIDADES



SBTMO 2019 - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Purpose Agency