Estudo multicêntrico latino-americano sobre IPSS-R em TCTH na SMD ganha destaque no MDS HUB


Os resultados alcançados no estudo multicêntrico latino-americano “Influência do tipo de doador e estratificação IPSS-R nos resultados do Transplante de Medula Óssea da Síndrome Mielodisplásica Registro Latino-Americano” ganharam destaque no MDS Hub, principal plataforma de educação e disseminação científica sobre SMD do mundo, criada em parceria com a European Leukemia Net (ELN).

Em entrevista ao MDS Hub, ao ser questionado se o IPSS-R pode ser usado como ferramenta prognóstica em TCTH na Síndrome Mielodisplásica em regiões onde a análise molecular não está disponível, o autor principal do artigo, Fernando Barroso Duarte, esclareceu que sim, trata-se de um recurso extremamente útil neste cenário, conforme foi possível observar na conclusão do artigo. Ele também compartilhou pontos importantes sobre como a melhoria do acesso à citogenética é importante no impacto da sobrevida dos pacientes com SMD submetidos a um transplante.

Segundo o pesquisador do Hospital Walter Cantídio da Universidade Federal do Ceará (HUWC-UFC) e presidente da Sociedade Brasileira de Terapia Celular e Transplante de Medula Óssea (SBTMO), o papel das mutações no diagnóstico, prognóstico, tratamento e até mesmo no seguimento pós-TCTH na SMD tem se tornado cada vez mais relevante do ponto de vista diagnóstico, principalmente nos casos com citopenias sem blastos.

A pesquisa, que foi apresentada no 42ª Encontro Anual do European Blood and Marrow Transplantation (EBMT), procurou avaliar dois aspectos: o tipo de doador e a correlação da estratificação com R-IPSS com a sobrevida global, considerando que não há acesso a análise molecular como ferramenta, como é a realidade da maioria dos centros de TCTH da América Latina. Para chegar a uma conclusão, foram analisados os dados de 331 pacientes com SMD do registro de transplantes de 32 centros públicos e privados da América Latina (Brasil, Uruguai e Argentina), no período de 1989 a 2021.

Acesse aqui para assistir a entrevista completa feita pelo MDS Hub, que contou também com a participação de Silvia Magalhães, da HUWC-UFC.

Referência

FB Duarte, TE Sousa, VAM Funke, VAR Colturato, N. Hamerschlak, NC Villela, MCMdA Macedo, AC Vigorito, RDdA Soares, A. Paz, M. Stevenazzi, AE Hallack Neto, G. Bettarello, BM Gusmão, MA Salvino, RF Calixto, MCR Moreira, GM Teixeira, EJdA Paton, V. Rocha, A. Enrico, C. Bonfim, CC Silva, RPG Lemes, YDO Garcia, R. Chiattone, AJ Simioni, C. Arrais, EOdM Coelho. Influence of donor type and r-ipss stratification on outcomes from myelodysplastic syndrome bone marrow transplantation latin american registry. In: Proceedings of the 42th European Bone and Marrow Transplantation; 2022 March 19-23; Virtual Meeting: EBMT; 2022. Abstract nr P641. Avaliable  https://ebmt2022.abstractserver.com/program/#/details/presentations/756


Notícias Recentes

Notícias

Presidente da SBTMO promove aproximação Brasil – Portugal


admin, 6 de dezembro de 2022

Notícias

Encerramento do Encontro Regional SBTMO – Edição Paraná


Bruna, 28 de novembro de 2022

Notícias

Acaba de ser publicado o Vol. 3 No. 2 (2022): Journal of Bone Marrow Transplantation and Cellular Therapy (JBMTCT)!


Bruna, 24 de novembro de 2022

Notícias

Sessão conjunta histórica sobre terapia celular e TMO entre SBTMO e ABHH aconteceu hoje, 28/10, no Hemo 2022


Bruna, 28 de outubro de 2022