Como é identificada a tuberculose em receptores de TCTH em seu centro?


A SBTMO, juntamente com o Grupo de Trabalho de Doença do Enxerto-Contra Hospedeiro (GeDECO), conta com você para que juntos possamos compreender melhor a realidade de cada serviço no país no que diz respeito ao rastreio desta infecção.

Para tanto, elaboramos um questionário que nos permitirá analisar o cenário atual, que está disponível neste link http://bit.ly/sbtmo-gedeco-tuberculose-TCTH-pesquisa (*tempo estimado para responder à pesquisa até 5-10 min). Contamos com suas respostas e participação neste levantamento inédito até o dia 26 de março.

Estima-se que entre receptores de TCTH, a incidência de TB seja no mínimo o dobro e até 40 vezes maior do que na população em geral, principalmente em países com alta endemicidade de TB, como é o caso do Brasil. Portanto, a investigação da doença no pré-transplante é crucial para avaliação do risco de reativação pós-TCTH.

Desde já agradecemos e ficamos à disposição para eventuais dúvidas!

Atenciosamente
SBTMO e GeDECO


Notícias Recentes

Institucional

ABHH e SBTMO alertam para o desabastecimento de imatinibe no Brasil; medicamento é indicado para tratamento de leucemia


admin, 14 de janeiro de 2022

Notícias

Citometria de Fluxo para monitorar a DRM-LLAb – é possível padronizar as análises?


admin, 20 de dezembro de 2021

Notícias

Eleitos os membros da nova gestão do Grupo de Trabalho de Gerenciadores de Dados em TCTH da SBTMO


admin, 6 de dezembro de 2021

Notícias

Consenso de TCTH Pediátrico é publicado no JBMTCT


Tati, 3 de dezembro de 2021