Avanços da Medicina Regenerativa no Brasil
21/12/2011

Durante a IX Jornada Paulista de Transplante de Células-Tronco Hematopoéticas e Onco-hematologia, que aconteceu nos dias 16 e 17 de dezembro, em São Paulo (SP), o hematologista especialista em terapia celular, Milton Ruiz, falou sobre os mais recentes estudos em medicina regenerativa para pacientes cardíacos e com isquemia crítica nos membros inferiores.

A terapia com células-tronco para regeneração de ossos e tecidos, já é conhecida dos especialistas há tempos, e diversas pesquisas são fomentadas anualmente em Ribeirão Preto (SP), Salvador (BA) e Campinas (SP) para que possa ser aplicada também no campo clínico. De acordo com Ruiz, o tratamento com células-tronco progenitoras para a isquemia crítica de membros inferiores é segura. “Os estudos comprovam que as terapias regenerativas aumentam consideravelmente as chances de melhora do órgão, dimuindo as chances de amputação”, explicou o médico.

Nos dez casos avaliados, a melhora da sintomatologia e das dores é significativa entre 15 a 20 dias. O próximo passo, segundo Milton Ruiz, é aumentar no próximo ano o número de pacientes na pesquisa, de 10 para 50.