Atenção: Sistema Nacional de Transplantes (SNT) inicia inventário nacional serviços de TMO
09/09/2016

 A Sociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea (SBTMO) informa que o Sistema Nacional de Transplantes do Ministério da Saúde (SNT/MS) iniciou um levantamento de informações junto aos serviços de transplante de medula óssea brasileiros. Com estes dados, a expectativa é de que seja possível traçar um diagnóstico preciso do funcionamento dos serviços de transplante ativos no Brasil.

A SBTMO apoia esta iniciativa e convida todos os representantes a participarem ativamente desta ação, considerada pela entidade um passo fundamental para obter o panorama do que está acontecendo nos serviços do País e regular os leitos disponíveis para procedimentos, o que possibilitará uma redução da demanda reprimida que há hoje.

Colabore: Confira informe oficial e responda ao breve questionário do SNT!

Informe

(faça o download do questionário)

          Senhores coordenadores e responsáveis pelos serviços de TMO do Brasil, 

O Ministério da Saúde, por meio do Sistema Nacional de Transplantes (SNT), vem ao encontro dos senhores em busca de informações acerca dos respectivos serviços transplantadores de medula óssea do país.

Em contato com alguns centros, o SNT foi notificado sobre a existência de demanda reprimida de leitos para transplantes de medula óssea, situação em que pacientes prontos para transplantar e com doador reconhecido não tem onde realizar o procedimento.

Para melhor compreensão desse cenário, conhecer pontos-chave do processo dentro de cada serviço transplantador é fundamental. 

Por isso, o SNT convida todos serviços a responderem um breve questionário e remetê-lo por e-mail ao Ministério da Saúde através de diego.nunes@saude.gov.br. O instrumento, em arquivo world, é editável podendo ser respondido, ter suas informações salvas e remetido sem necessidade de impressão e posterior digitalização.

O instrumento foi elaborado por especialistas em regulação em saúde em colaboração com hematologistas transplantadores de diferentes centros do país. Rogamos que respondam com o máximo de clareza e informações possíveis. As respostas serão fundamentais para avaliação das fragilidades relatadas por alguns serviços e assim, adequada abordagem e intervenção.

Cada instrumento, respondido por cada serviço, será avaliado por técnicos do SNT que farão a montagem do mapa dos serviços do Brasil. 

Com essa informação, transplantadores de diferentes centros serão convidados para elaboração de propostas para abordagem do tema, conforme os resultados encontrados.

Pela importância e urgência que o tema exige, pedimos a máxima agilidade na devolução dos questionários.

Antecipamos que os serviços cadastrados para TCTH alogênico serão visitados por técnicos do SNT entre os meses de setembro e outubro de 2016 para obterem informações complementares.

Contamos com a colaboração de todos transplantadores do país.

Dúvidas quanto ao processo, objetivo ou preenchimento do instrumento podem ser esclarecidas com o consultor do SNT através do e-mail diego.nunes@saude.gov.br .

 

Atenciosamente

Equipe SNT