Armazenar (ou não) as células-tronco do cordão umbilical para o futuro?
24/07/2014

Publicada no portal da Revista Crescer (editora Globo) no dia 23 de julho, a reportagem  Armazenar (ou não) as células-tronco do cordão umbilical para o futuro? trouxe à discussão os benefícios do congelamento de SCUP.

Em entrevista à reportagem da Crescer, Lúcia Silla, presidente da SBTMO, afirmou que o principal objetivo da entidade é esclarecer à população que as propriedades das célula-tronco oriundas do cordão umbilical para tratar leucemia são as mesmas da célula-tronco adulta encontrada na medula óssea de uma pessoa compatível.

A entidade também defende que é inviável realizar transplante do próprio organismo em casos de leucemia. “Ocorre que, nessa situação, a célula pertence a um organismo que manifestou a doença após a coleta. E a cura da leucemia pelo transplante precisa ocorrer a partir das células de um doador completamente saudável”, afirma.

Confira aqui a matéria na íntegra.

Leia também: Sangue de cordão umbilical: cuidado, reserva pode ser inútil