Especialistas discutem desafios do TMO no País em congresso do SNT
20/12/2013


O déficit de leitos e de profissionais para compor a equipe multidisciplinar que atua com transplante de medula óssea no País marcou as discussões sobre o procedimento durante o I Congresso do Sistema Brasileiro de Transplantes. O evento aconteceu em Brasília, entre os dias 5 e 7 de dezembro.
 
Presente na ocasião, a presidente da Sociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea (SBTMO), Lucia Silla, representou a entidade e apresentou um levantamento que revelou outro desafio para o TMO no País: a subnotificação dos registros. Para solucionar a questão, foi discutida a possibilidade de o Sistema Nacional de Transplantes (SNT) instituir uma normativa que determine a obrigatoriedade de haver um setor administrativo em todos os centros de TMO do Brasil, responsável por efetuar os registros dos dados.