Pela primeira vez no Brasil, WBMT Meeting reúne representantes de 24 países em Salvador
09/10/2013

Entre os dias 3 e 5 de outubro, a Wordwilde Network for Blood & Marrow Transplantation (WBMT) reuniu aproximadamente 140 participantes em Salvador (BA) para o WBMT Meeting. Representantes de 24 países participaram de discussões profícuas sobre implantação e aperfeiçoamento de programas de transplante de células-tronco hematopoéticas (TCTH) na América Latina.

Os dois primeiros dias foram dedicados a apresentações de experiências de países latino-americanos com programas de TCTH. No terceiro e último dia, especialistas do Brasil e de países como Estados Unidos, Alemanha, Inglaterra, Japão, Áustria, Suíça e Índia, discutiram tópicos gerais e específicos sobre o tema. A presidente da Sociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea (SBTMO), Lúcia Silla, representou a entidade na ocasião e abordou, em mesa coordenada por ela e por Vanderson Rocha, a formação de recursos humanos em TMO.

Copresidente do WBMT Meeting, o 1º tesoureiro da SBTMO, Luis Fernando Bouzas, avalia que a presença dos especialistas internacionais fortaleceu a qualidade dos debates, que foram intensos e proveitosos. Ele considera que a escolha da região nordeste para a realização deste encontro inédito no continente estreitou a relação com os demais países da América Latina. Como existem menos centros e as dificuldades em TCTH são maiores nessa localidade, recursos financeiros, cuidados com pacientes e doadores, treinamento, educação, regulação/regulamentação e programas de qualidade, constituíram os principais temas dos debates.

Além da atualização técnico-científica em TCTH e do intercâmbio de experiências nacionais e internacionais, a nova diretoria executiva da Latin American Blood and Marrow Transplant (LABMT) foi eleita durante o WBMT Meeting. A onco-hematologista pediátrica e membro da SBTMO, Adriana Seber, assumiu a presidência da LABMT para os próximos dois anos.