Um ano sem Voltarelli
19/03/2013

 A SBTMO informa a todos os membros da entidade e demais colegas e amigos do Professor Júlio César Voltarelli da realização da Missa em ocasião de um ano de seu Falecimento.

A solenidade organizada em sua memória ocorrerá na quinta-feira, dia 21 de março, data em que se completará o aniversário de sua morte, às 19horas, na Igreja São Benedito, situada à Rua Prudente de Morais 667, em Ribeirão Preto.

“Ficamos órfãos de um grande Cientista que muito abrilhantou a SBTMO e a evolução científica em TMO com os seus estudos e publicações – nosso Presidente. Assumimos e reforçamos o compromisso em seguir suas ideias e lutar por uma Medicina de qualidade e uma ciência ética e transparente seguindo o legado por ele iniciado”, relatou em mensagem a presidente da Sociedade e amiga de Voltarelli, Lucia Silla.

Sobre o Professor Júlio César Voltarelli
Pesquisador há mais de 35 anos, Voltarelli faleceu em 21 março de 2012, aos 63 anos de idade. Foi pioneiro em pesquisa de células tronco no Brasil. Ficou conhecido por suas contribuições à Medicina, na área de transplante de células tronco hematopoéticas em doenças autoimunes e, especialmente, no tratamento do diabetes mellitus tipo I e da esclerose múltipla, que impactaram tanto a comunidade científica nacional quanto a internacional.
Voltarelli trabalhava como professor titular do departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP), onde também começou sua atuação acadêmica, em 1967. Coordenador do Laboratório de Imunogenética (HLA) e da Unidade de Transplante de Medula Óssea do Hospital das Clínicas da FMRP-USP. Além disso, Voltarelli era um dos pesquisadores do Centro de Terapia Celular (CEPID-FAPESP) e do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Células-Tronco e Terapia Celular (CNPq), sediado no Centro Regional de Hemoterapia do HC-FMRP-USP. Integrava a diretoria da Associazione Italo-Brasiliana Di Ematologia (AIBE).

Júlio Voltarelli foi o presidente eleito da gestão atual da SBTMO. Por ocasião de sua morte não pode assumir o cargo no ano de exercício, sendo substituído pela vice-presidente, Lucia Silla. Em sua homenagem a Sociedade lançou durante o XVI Congresso Brasileiro da SBTMO, em 2012, o Prêmio “Júlio César Voltarelli” de melhor trabalho científico na área de TMO”. Além de prestigiar Voltarelli, o prêmio tem como objetivo eternizar seu legado por meio do fomento à pesquisa científica no País no campo do TMO e prestigiar Voltarelli, reconhecido como ícone da hematologia brasileira. A iniciativa, que tem apoio educacional da empresa Pierre Fabre, será perpetuada em cada nova edição do Congresso da entidade.

Foto: Voltarelli (direita), com Lucia Silla e Luis Fernando Bouzas. Imagem captada em 2011, durante reunião de diretoria da SBTMO, realizada no XV Congresso da entidade. Na ocasião Voltarelli havia aceitado o convite para presidir a SBTMO na gestão 2012-15.