FACT acredita primeiro programa de transplante no Brasil
29/01/2013

País é o pioneiro na América Latina a conquistar o reconhecimento da instituição

O Foundation for the Accreditation of Cellular Therapy (FACT) expandiu seu alcance internacional ao acreditar recentemente programas de terapia celular da América do Sul e Ásia. Os dois pioneiros a receberem a acreditação FACT foram o serviço do Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE), em São Paulo, e a National University Hospital Haematopoietic Progenitor Cell Transplant Program, localizada em Cingapura. 

O FACT certificou o serviço de Hematologia e Transplante de Medula do HIAE em transplante alogênico e autólogo em adultos e pediátricos; em transplante de células tronco hematopoéticas progenitoras; e os processos dos produtos de terapia celular.  Para o coordenador do programa do Hospital, o hematologista Nelson Hamerschlak, a acreditação representa uma grande conquista para o País, o serviço e, sobretudo, à equipe multiprofissional, envolvida no processo de obtenção do certificado, que, segundo ele, levou três anos de preparação. 

Hamerschlak relata ainda outras vitórias do Brasil no campo do TMO frente à América Latina e ressalta a liderança do País, ao realizar o primeiro transplante de medula em Curitiba, pelas mãos do Professor Ricardo Pasquini e Eurípedes Ferreira, “o transplante paras doença autoimunes, encabeçado pelo Professor Júlio César Voltarelli e o fato de sermos o terceiro registro de doadores do mundo e termos um sistema de bancos de cordão por esforço do REDOME/REREME”

Segundo Hamerschlak houve um intenso preparo e dedicação para alcançar este reconhecimento. “O FACT é responsável por estabelecer padrões de qualidade para a prática médica e laboratorial em terapia celular. Receber esta acreditação nos dá muito orgulho”.

Até hoje FACT já acreditou programas de transplante em seis diferentes países nos quatro continentes. Além disso, o programa FACT de acreditação para serviços e bancos de sangue de cordão está em dezessete países dos cinco continentes.