Brasileira no board da Myelodysplastic Syndrome Foundation
22/06/2011
A vice-diretora de defesa de classe da ABHH, Dra. Silvia Magalhães, foi indicada para integrar o board da diretoria da Myelodysplastic Syndrome Foundation (MDSF), de New Jersey, Estados Unidos, sendo a única representante latino-americana a fazer parte do grupo. A hematologista credita a nomeação ao fato de o Brasil ter hoje projeção crescente junto à comunidade científica internacional. “O País passou a fazer parte de uma instituição internacional, da qual participam hoje países com grandes centros mundiais de referência no tratamento da SMD”, relata.
No País, existem hoje quatro Centros de Excelência reconhecidos pela MDSF: Universidade Federal do Ceará (UFC), Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Universidade de São Paulo (USP) e Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Além disso, o Brasil hoje é representado junto à equipe que trabalhou na revisão do escore de prognóstico padrão para a SMD, o International Prognostic Score System (IPSS), apresentada recentemente por ocasião do 11th International Symposium on MDS, que ocorreu em maio, em Edimburgo, Escócia.
Fonte: ABHH